Anemômetro, piranômetro e barômetro: instrumentos básicos da estação meteorológica

As estações meteorológicas são utilizadas pela meteorologia a fim de obter conhecimentos relativos ao tempo. São equipadas com instrumentos e sensores eletrônicos de medição e registro das variáveis meteorológicas/climáticas. Os dados captados pelo equipamento são úteis para a previsão do tempo e para a caracterização do clima (estações climatológicas). Alguns instrumentos são básicos em uma estação meteorológica, são eles: anemômetro, piranômetro e barômetro.

Neste artigo você descobre a importância desses 3 instrumentos e quais são suas funções. Boa leitura!

Anemômetro
No mercado podem ser encontrados vários tipos de anemômetros, cada um para uma necessidade específica do comprador. Além da velocidade do vento, alguns modelos também podem medir outras grandezas.
Os anemômetros podem ser digitais, portáteis, calcular vazão do ar e até mesmo vir com outras funcionalidades de medição que podem ser acopladas. Apesar das variações, grande parte dos modelos permite a escolha da unidade de leitura da velocidade e é de fácil manuseio, com leitura digital.

Piranômetros
O piranômetro é um dispositivo para medir a radiação solar global de um ângulo sólido de 2 π sr para uma superfície plana e uma faixa espectral de 300 a 3000 nm. O termo radiação solar global refere-se à quantidade total de energia solar recebida pela superfície terrestre (expressa em W / m2). Isso inclui tanto a radiação direta que passa diretamente pela atmosfera para a superfície da Terra, quanto a radiação difusa do céu, dispersa na atmosfera.
O princípio de funcionamento de um piranômetro é baseado na diferença de temperatura de duas superfícies. O sensor é baseado em uma termopilha protegida por uma cúpula de vidro. Isso permite que o piranômetro opere em qualquer condição climática e seja colocado em qualquer lugar, do deserto ao Polo Sul.

Barômetro
O barômetro mede a pressão atmosférica em coluna de milímetros de mercúrio (mm Hg) e em hectopascal (hPa), prevendo o tempo em curto prazo. Existem dois tipos de barômetros atualmente: os aneróides e os digitais. O primeiro tipo não utiliza líquido e permite a visualização dos resultados através de um marcador frontal analógico. Já os digitais trazem além da portabilidade, uma excelente precisão e confiabilidade de resultados.

Com o controle eficiente dos principais dados: velocidade do vento, radiação solar e pressão atmosférica, é possível a elaboração do plano de ações visando uma gestão e manutenção baseadas na precisão e confiabilidade. É possível prever mudanças bruscas no clima, possíveis desastres naturais. Além disso, são extremamente úteis no setor agrícola, que pode manter um equilíbrio nos custos, e obter benefícios capazes de revolucionar os resultados dos negócios em diversos aspectos.

Está interessado em saber mais sobre estações meteorológicas? Tire todas as suas dúvidas com nossos especialistas. Entre em contato agora mesmo!